Celebração da transparência

Postagem : 11 de junho de 2013

A investigação feita pela Comissão da Verdade faz-se necessária, para que se torne possível reescrever a história. É importante ressaltar que o Brasil é o único que ainda não fez esta investigação entre todos os países que já sofreram com a ditadura.

O irônico é que a presidente Dilma Rouseff também sofreu com a ditadura e, mesmo assim, ainda não deu uma satisfação rigorosa à população. Pode-se acrescentar que grande parte dos estudantes seguem inconscientes sobre o que aconteceu no passado. Cumpre lembrar ainda que é importante que haja a identificação dos torturadores, para responsabilização social e moral.

Por outro lado, na Argentina, um dos piores personagens dos anos de chumbo, na América Latina, o general ex-ditador, Jorge Rafael Videla, passou pelos tribunais e enfrentou os julgamentos. Recentemente, foi encontrado morto em uma penitenciária local.

A Comissão Nacional da Verdade é essencial para complementar a história de uma nação. Torna-se fundamental a plenitude da verdade, sem ocultamentos e sem vetos, para que seja feita a justiça, sem que se cometam os mesmos erros da ditadura. Isto é imprescindível para a celebração da transparência de um país que segue trilhando o caminho da democracia.

Luísa Azevedo Siqueira