Comportamento para o próximo

Postagem : 12 de agosto de 2020

As análises de como as atitudes individuais podem atingir o próximo são fundamentais para a efetivação da responsabilidade social. Perante a pandemia do Novo Coronavírus, a preocupação com o bem-estar coletivo é demonstrado pelo cumprimento das regras comportamentais de segurança. Além disso, atitudes de carinho e amor com aqueles que se encontram, em situações delicadas, diante da atual crise de saúde é de grande importância humanitária.

Primeiramente, em vista da situação da veloz propagação do COVID-19, foi necessária a rápida tomada de medidas que a evitasse. Essa mudança repentina nos hábitos gerou tanto a adesão quanto a repulsão às normas pela população, como as de obrigatoriedade do uso de máscaras e do afastamento social. Nesse sentido, aqueles que decidem não seguir as recomendações colocam, não só em risco a própria vida, mas também a do próximo. Dessa forma, o número de vítimas do Coronavírus cresce e há a demonstração da falta do olhar para o coletivo.

Outro ponto de avaliação é a ação do ser humano frente à necessidade do outro. No contexto da atual pandemia, têm-se, por exemplo, famílias perdendo entes queridos ou com problemas financeiros. Diante disso, os gestos de preocupação e ajuda, mesmo com o distanciamento físico, também fazem parte da responsabilidade social. Isso porque contribuir para a diminuição da dor do próximo é tão importante quanto respeitar as regras para a prevenção do Corona- vírus.

Por fim, é válido lembrar o escritor Peter Drucker, que diz “A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo”. Portanto, é essencial a adoção de comportamentos que reflitam positivamente no coletivo, a fim de enfrentar a atual crise na saúde e qualquer outro problema humanitário. Sendo assim, é de extrema importância o cumprimento das regras e sugestões para a prevenção do Novo Coronavírus. Isso abrange o uso de máscara, higienização e diminuição do contato físico com terceiros. Aliado a isso, a sociedade precisa estar disposta a ajudar, pois pode gerar grandes poderes benéficos à sociedade, como exemplo, doações para os necessitados. Logo, o respeito, o amor e o carinho são os pilares da responsabilidade social e devem ser postos em prática por todos os membros da sociedade.

Autora: Victoria Calil. Aluna do Centro de Escrita Regina Magalhães.

Tema: O individualismo move a humanidade contemporânea?