CONFLITOS DE GERAÇÕES

Postagem : 28 de outubro de 2011

Em toda sociedade, convive-se com gerações diversas, que se relacionam de formas distintas, exigindo o exercício contínuo de lidar com as diferenças. A convivência atual tem gerado também tensões na maioria das famílias.
Em vista disso, vale constatar que a interação de uma geração mais nova com as precedentes origina desentendimento social entre ambas. Os adolescentes atuais se baseiam, em uma cultura muito distinta e mais urbanizada do que a dos mais velhos. Eles têm maior avanço, nos meios de comunicação e na tecnologia, no entanto, às vezes, excluem a ética familiar de seu cotidiano. Por isso, fica evidente que os relacionamentos líquidos, vivenciados pelos jovens, provocam conflitos com as outras gerações.
Em contrapartida, os pais têm dificuldades para flexibilizar seus relacionamentos com os filhos. Vale lembrar que os primeiros não viveram a época de instantaneidade, isto é, com o avanço dos meios de comunicação que estão presentes em grande parte da juventude. Logo, a falta de diálogo entre pais e filhos é a causa dos distúrbios entre ambos.
Nessa abordagem, pode-se ver que os conflitos entre gerações são causados pela vivência do tempo real das mídias, presente na vida dos jovens e pela ausência de compreensão dos adultos. É importante que haja o diálogo e a flexibilidade dos filhos, mas também dos pais, pois se os mais velhos não se adaptarem ao novo mundo, nunca haverá uma boa convivência familiar.

Filipe Maciel Rodrigues (17 anos)