Efeito dominó

Postagem : 2 de dezembro de 2012

Dentre os sentimentos que mais sujam o verdadeiro significado de humanidade está o egoísmo. Isso é ressaltado, principalmente, no atual capitalismo, pois o individualismo se difunde em diversas áreas como na política, na economia e na ecologia.

A mente, em geral, de quem vive, no mundo contemporâneo, resume-se em uma simples base: lucrar a todo custo. Os mais terríveis escândalos de subtração monetária e corrupção, como o Mensalão e o Collorgate, são as mais fiéis provas dessa situação. Vale registrar, também, a interação da mídia, na sociedade do espetáculo atual, que para atender o desejo da maioria, distancia-se de assuntos éticos e intelectuais, que poderiam contribuir para o desenvolvimento social. Os melhores exemplos são as novelas que abordam temas fúteis e de baixo calão e, ainda assim, fazem um sucesso absurdo. É bem ilustrativo o fato de que, quando
o assunto é dinheiro, erguem-se essas tantas fachadas do egoísmo.

Nesse quadro expressivo, vale ressaltar o veto de diversos artigos no novo Código Florestal proposto. Ainda dentro desse contexto, destaca-se o distanciamento de países como os Estados Unidos e a Alemanha da atual convenção sobre o meio ambiente, na Rio+20. A verdade está no fato de que, para atender interesses próprios, o egocentrismo humano ultrapassa barreiras do racional e chega ao seu objetivo, mesmo que pisando sobre algo tão fundamenta quanto o meio ambiente.

Porém, é necessário acreditar em mudanças. Por mais sujo que pareça, o ser humano possui uma luz própria que sempre pode ser alcançada. Seria fundamental investir na educação crítico-social da nova geração. Dar o primeiro passo é o mais importante, pois como dominós enfileirados, uma boa ação poderá  criar  uma reação em cadeia de boas influências.

Hugo Freitas Viégas Fernandes. Vestibulando. Pretende fazer Medicina.