Elo de fé

Postagem : 3 de setembro de 2013

A religião no Brasil é muito diversificada e caracteriza-se pelo sincretismo, isto é, representa uma fusão de diversas doutrinas de origens diferentes que, juntas, evidenciam uma espécie de elo entre o homem e a sua fé. Essa interação é refletida por meio de crenças em um ser superior, que representa a santidade e a sabedoria. Mas afinal, o que é a religião e por que é capaz de mover tantos povos?

A Igreja Católica tem o maior número de adeptos no Brasil, o que representa sua grande influência no passado e no presente. Isso pode ser comprovado com a recente visita do Papa Francisco, figura de grande importância do Catolicismo que, durante a Jornada Mundial da Juventude, moveu multidões de fiéis para ouvir suas palavras de amor fraterno, que foram ouvidas por todas as camadas da sociedade, independentes de suas crenças ou religiões. Isto deixa evidente que o Brasil é um país laico, mas que apesar disso, o brasileiro é capaz de saber ouvir palavras do bem e deixar que toquem seu coração, pois precisam de uma guia que acalme suas aflições.

A predominância do Catolicismo, entretanto, deve ser relativizada, quando se leva em conta a recente ascensão do Protestantismo e a importância histórica das religiões afro-brasileiras, o Candomblé e a Umbanda, na formação cultural e ética do povo brasileiro,
apesar de terem sido fortemente perseguidos até começo do século XX, quando a prática religiosa era reprimida pela polícia. Diante disso, vê-se que a religião pode ser usada, erroneamente, como instrumento de controle do povo, o que deixa claro que o maior número de mortes, ao redor do mundo, não é devido à violência, como se acredita e sim, por divergências e fanatismo religioso.

A religião é uma espécie de ligação entre o homem, o seu inconsciente e as relações que os cercam e sempre foi capaz de mover multidões, com o seu poder de dominação, exercido sobre seus fiéis ao mexer com os valores morais. Assim, fica explícito que a religião representa um caminho a ser seguido e o homem precisa disso, seja por representar uma forma de esperança e conforto, seja pelo medo. Ela atua, principalmente, como uma conexão, que impulsiona o homem a seguir adiante, guiado pelas suas certezas e amparado pela sua fé.

Renata Louzada de Moraes. Vestibulanda. Pretende cursar Medicina.