Epidemia do peso

Postagem : 14 de julho de 2020

Hoje, no Brasil, segundo o IBGE 60% da população esta acima do peso. Consequentemente por esse motivo muitas pessoas desenvolvem problemas de saúde, além de sofrerem constantes ataques da sociedade pela sua aparência. A vida do brasileiro encontra-se em um período que o tempo se tornou um fator determinante e a falta deste requer que facilidades sejam incorporadas ao dia a dia.

A jornada de trabalho e a modernidade atrapalham a vida da população, estes que por esse motivo acabam recorrendo aos famosos “fast foods” alimentos industrializados e de rápida produção. Destarte contribuem ainda mais para o cenário do sobrepeso e das doenças como diabetes, colesterol alto e problemas cardiovasculares. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) a obesidade já é considerada uma epidemia que afeta não só a longevidade como a qualidade de vida de quem dela padece. Além disso, sofrem coma gordofobia da sociedade que, por conseguinte pode afetar ao psicológico fazendo com o que a saúde o individuo piore, este que pode desenvolver problemas como bulimia, anorexia e também a depressão.

O estresse, a ansiedade e a falta de tempo ao longo do dia favorecem alterações no padrão alimentar que nem sempre correspondem ao ideal. Ao constatar a chegada da quarentena do COVID-19, nota-se uma maior procura pelos alimentos ultra processados com baixa taxa nutricional e pelos sistemas de “delivery” de comida que são baseados na tecnologia para conectar restaurantes e clientes. Esse cenário favorece ainda mais para os problemas de saúde em relação a uma alimentação desequilibrada. O filosofo Aristóteles sublinha; “A felicidade e a saúde são incompatíveis com a ociosidade”, isso faz refletir que para obter esses dois privilégios é necessário que a falta de ânimo e preguiça sejam deixados de lado.

Em virtude do que foi mencionado percebe-se que a população com índices de sobrepeso vem crescendo exponencialmente por muitos motivos citados, um passo importante para a transformação desses fatos é a implantação de métodos de alimentação mais saudáveis, praticas de exercícios e evitar ao máximo o consumo de alimentos industrializados. E isso deve ocorrer com o ajuda do Ministério da Saúde com medidas de prevenção, para que a obesidade não seja mais um peso na vida dos cidadãos.

Autora: Maria Clara Tavares Rodrigues. Aluna do Centro de Escrita Regina Magalhães.

Tema: Obesidade, um peso para a vida.