Era Salutar

Postagem : 14 de outubro de 2014

O desastre ambiental afeta diretamente a vida da população mundial. O aumento da temperatura atmosférica, o derretimento das geleiras e buracos na camada de ozônio constituem apenas o começo de uma era do caos climático.

A sobrevivência humana corre perigo. Há evidências da situação crítica em que o meio ambiente tem passado e estes fatos são prejudiciais para as mais remotas partes do mundo. Esta circunstância preocupante, não só afeta o clima, mas também o equilíbrio ambiental. A mudança na temperatura da água, por exemplo, atinge diretamente a vida marinha e, sucessivamente, a cadeia alimentar, correndo riscos de modificar ainda mais a vida humana.

O cenário é de questionamentos em relação à crise climática mundial. As mudanças ambientais não são recentes, mas sua urgência sim. O Brasil, dono da maior floresta tropical do mundo, tem presenciado o desespero das constantes mudanças no clima e, evidentemente, a população tem sofrido com as modificações bruscas de temperatura e a escassez de água, que era uma situação antes inimaginável.

Diante de tais desafios, a melhor saída, a princípio, seria a discussão sobre novas ideias urgentes para o combate ao aquecimento global. Secas intensas, derretimento das geleiras, aumento do número de eventos externos do clima são cenas que não devem ser escondidas da população mundial. O melhor recurso da sociedade é se conscientizar sobre os riscos ocorridos para a humanidade com o atual agravamento dessa crise climática. Procurar modos mais sadios de viver, como fazer uso de meios de transporte público e a utilização de bicicletas diminuiriam a liberação de dióxido de carbono, na atmosfera, por exemplo. Por isso, é urgente que a sociedade aja sobre este cenário lastimável, visando a uma era mais salutar para o planeta.

Carolina Moreira. Vestibulanda.

Tema: O que a mudança climática tem a ver com o cotidiano de cada um de nós?