Escolhas falhas

Postagem : 15 de setembro de 2015

O Brasil está passando por uma fase crítica socioeconômica. Em vista disso, percebe-se que a população brasileira está sendo restrita aos seus direitos e que o amor à pátria está, infelizmente, para algumas famílias, sendo posto em segundo plano.

  Como se pode notar, nos últimos tempos, junto ao hipercapitalismo, cresceu no país a cultura da desonestidade. Como se não bastasse, além da corrupção escandalizada a todo instante, existe a perversão que, discretamente, vai retirando da população os princípios básicos e fundamentais, salvos pela Constituição Federal de 1988, tais como, os direitos à saúde, à educação e à segurança pública. Lamentavelmente, não se pode elogiar sequer algum destes.

   Por outro lado, é notável o crescente número de desemprego, que está cada vez mais, prejudicando as famílias, levando muitas ao estado de miséria. Por razões como estas é que se tem observado grande quantidade de brasileiros buscando, no exterior, melhores condições de vida e oportunidades de emprego. Além disso, a crise econômica, política e moral, em que se vive, impede a percepção de um futuro melhor mais distante.

   Não é segredo que a política brasileira vive uma intensa incapacidade de gestão. Conforme sublinha Abrahan Lincoln: “Se quiser por à prova o caráter de um homem, dê-lhe poder”. Este pensamento pode resumir, exatamente, o que ocorre no cenário político brasileiro. Apesar do volumoso número de políticos, faltam homens de caráter que saibam separar o coletivo do individual. Cabe ainda lembrar que: Todo poder emana do povo, artigo I da Constituição Brasileira de 1988 e, desta forma, a população deve ficar alerta e atenta, para que em uma próxima eleição, cometa erros menores ao escolher os candidatos.

Paula Felix Araújo. Vestibulanda.

Tema: Faça um texto dissertativo-argumentativo com o tema: “Uma nação em crise não precisa de plano. Precisa de homens”. Eugênio Godin. 1886 X 1986. (Economista brasileiro).