Melhoria e qualidade na saúde

Postagem : 16 de outubro de 2012

O quadro de saúde dos brasileiros tem passado por diferentes transformações ao longo do tempo. Com o grande fluxo de pessoas, saindo de ambientes rurais para a cidade, cresce também a ocorrência de doenças urbanas. A fim de frear essa grande epidemia, o governo faz o seu papel na defesa da vida do brasileiro, ainda que de maneira imperfeita.

Com o aumento da rotina do trabalho dos brasileiros, forçados a uma busca de melhor qualidade de vida, cresce também o número de pessoas com enxaquecas, tabagismo, hipocondrismo, estresse, ou seja, doenças tipicamente urbanas. Devido também ao grande número de pessoas que buscam fazer a tão sonhada faculdade de Medicina, muitas vezes, a qualidade de tal curso é baixa. Esses fatos nos levam a crer que parte dos médicos sai despreparada do meio acadêmico, refletindo em seus futuros atendimentos.

Diante do avanço da modernidade, novos remédios, vacinas, técnicas e equipamentos médicos também vão surgindo, mas ainda há muito para se descobrir e um exemplo claro é a cura da AIDS. É de grande importância ainda relatar o fato de que a mídia tem colaborado com a propagação de campanhas contra o tabagismo e o câncer e a eficiência dos mesmos.

Não há dúvida de que é preciso investir mais na saúde brasileira, fazendo com que aqueles que desviam dinheiro destinado à compra de remédios e clínicas, tal como o escândalo descoberto no hospital da UFRJ, sejam devidamente punidos. Uma melhora na qualidade de formação dos estudantes de Medicina é também de suma importância, tal como a comprovação da competência dos mesmos. Faz-se ainda necessário e urgente que o governo atue de forma direta na saúde pública, a fim de se buscar uma melhoria na qualidade de vida da população.

Rodrigo Freitas da Silva Alvarenga. Pretende cursar Engenharia Metalúrgica e de Materiais na UENF.