Mudança Radical

Postagem : 5 de setembro de 2012

Diante das próximas eleições, o envolvimento da sociedade ainda permanece praticamente passivo. Enquanto por um lado, encontram-se candidatos despreparados, pelo outro, vê-se a falta de interesse da sociedade. O resultado é a desvalorização do voto, instrumento adquirido com muito suor nacional.

Com o início das propagandas eleitorais, é impossível perceber o despreparo de diversos candidatos diante de tão importante ocupação. Enquanto isso, diversos políticos, muitos deles do alto escalão, utilizam seus conhecimentos, para atentar contra a democracia, como no caso do mensalão. Deve-se questionar se, de fato, essas eleições não passam de um espetáculo, ao invés de ser um momento de importantes decisões.

Vale ainda lembrar que parte da população se mantém alienada, quanto aos acontecimentos políticos, que definem o rumo de um país. Fica evidente que, diante da inércia dessas pessoas, o voto, instrumento real de democracia, é jogado fora, embora muito se tenha lutado para consegui-lo. Não há como negar que a sociedade brasileira, em especial os jovens, continua desinteressados por essa tal de política.

Tais fatos levam a crer que o Brasil está precisando, urgentemente, de uma mudança radical na política. A alternativa se encontra no estímulo à educação, em todos os níveis, preparando assim, candidatos éticos e interessados eleitores, a fim de que o nosso país seja reconhecido por sua transparência e não pela corrupção. É preciso também resgatar a importância do voto como papel fundamental na democracia brasileira.

Rodrigo Freitas da Silva Alvarenga. Vestibulando. (Pretende cursar Engenharia Metalúrgica e de Materiais na UENF).