O mundo é a Terra

Postagem : 27 de novembro de 2015

Descobriu-se um novo planeta por pesquisadores americanos com um suposto potencial para habitação. Com a maior parte da água de sua superfície em estado líquido, é considerado propício para a existência de vida, como é conhecida na Terra, gerando a reflexão do que poderá ser feito com o suposto planeta visto o atual estado da Terra.

Com o surgimento da Revolução Industrial, no século XVIII, deu-se início à poluição do ar com a queima de carvão mineral. Como conseqüência, furacões, secas, enchentes, extinções de animais e vegetais e, com os inúmeros outros problemas, que o homem te sido incapaz de controlar, levará ao grandioso evento da Conferência do Clima, em Paris, no final de 2015, que visa combater as transformações pelas quais passa o clima mundial.

Diante disso, vale lembrar o papel do Brasil que, além de ter a maior área verde do mundo, sendo monstruosamente devastada, também é exemplo de falta de transparência e visibilidade política. Com a precária educação que, em geral, não induz ao desenvolvimento e ao questionamento do jovem, por consequência, não lutam por seus direitos e vivem no conformismo.

Cumpre lembrar ainda as migrações sírias e o terrorismo do Estado Islâmico. Andarilhos, que perderam seu lar por assassinos, buscam ajuda na Europa, como sua primeira opção de rota, mas ainda são recebidos com o racismo, o preconceito e os maus-tratos.

É preciso ter em mente que o surgimento de novos planetas não descartam a negligência sofrida no planeta Terra. A possibilidade de um exoplaneta traz a reflexão de que os atuais atos cometidos pelo homem possam ser também realizados em outro lugar do cosmo. Como sublinha Maomé: “A verdadeira riqueza de um homem é o bem que ele faz ao mundo.” Logo, é preciso ter em mente que o mundo é também a Terra e ela clama por ajuda, antes de qualquer outra moradia no universo.

Hiago Silvino Reis da Cunha. Vestibulando.

Tema: A existência de um planeta a 21 anos-luz da Terra supõe um potencial de habitação apelidado pelos cientistas como “superterra”. O que poderia ser feito de diferente ao que foi realizado no planeta Terra nesse “novo mundo”?