Peça-chave

Postagem : 7 de maio de 2016

O desenvolvimento da humanidade deu-se em consonância com a música. Tal arte se estende, desde os tratamentos terapêuticos, até terapias das sociedades, em forma de protesto, podendo interpretar a importância dessas expressões para vida humana.

É inegável a importância da música para a vida. Tal panorama apresenta relevância para a saúde mental dos seres humanos e para a condição física dos pacientes. Por exemplo, diversas pesquisas demonstram a arte audível como peça importante para o desenvolvimento cognitivo de crianças e a formação do senso crítico e artístico. Por este ângulo, observam-se as vantagens da sonoridade, inclusive, para a didática, fazendo-se necessária na Pátria Educadora em que vivemos.

Em vista dos protestos que ocorreram durante o golpe militar e a dura repressão a que foram sufocados os rebeldes, põe-se luz à necessidade da expressão. É importante recordar a enorme censura que acometeu à mídia da época. Porém, foi-se encontrando, na música, um refúgio engenhoso para os anseios dos civis oprimidos. Não é de se surpreender que os artistas recorressem aos pseudônimos para se disfarçarem e suas produções se tornaram verdadeiros hinos contra o regime sangrento que acometeu o país.

Em suma: a música se torna peça chave na composição do ser humano. Tanto sob a ótica do caráter individual quanto à forma de cognição e aprendizagem e à visão macroscópica de um conjunto social com suas mazelas que podem ser denunciadas pelas obras artísticas. É adequado retornar à Clarice Lispector: “A palavra é meu domínio sobre o mundo”. Portanto, a poeta sintetiza que a palavra também permite que ela não seja dominada, nem por regimes, nem por seus medos, compondo assim, um homem livre.

 

Autor: Gabriel Albernaz. Vestibulando 2015.  Aluno do Centro de Escrita Regina Magalhães.

 

Tema: A importância da música popular na vida dos brasileiros.