Potencial ao real

Postagem : 13 de maio de 2013

Os brasileiros convivem com a harmonia, mas também com conflitos impactantes. Sabe-se que um sistema baseado no endividamento do próprio tecido social pode gerar desenvolvimento a curto prazo, todavia pode estar fadado ao fracasso.

Cumpre lembrar que, em 2010, o Brasil obteve um crescimento de 7,5% no PIB. Porém, nos dois anos seguintes, segundo dados do próprio governo, o crescimento manteve-se abaixo da meta de 4,5%. Faz-se preciso mencionar ainda que, neste mesmo período, a inflação manteve-se acima da meta de 4,5%, tendo atingido em 2012, o teto da margem de tolerância. Diante destes fatos, pode ser dado como verdadeiro o ditado, segundo o qual a nação possui inflação chinesa com crescimento europeu.

Vale sublinhar que a vergonhosa octogésima quarta posição, ocupada pelo Brasil, na estatística do IDH, é o verdadeiro índice de desenvolvimento social de um território. Contudo, o governo brasileiro, diante destes dados, negou a sua veracidade. Obviamente, é uma postura adotada por governos ditatoriais para maquiar os dados reais .

Apesar de todos estes fatores, pode-se afirmar que o Brasil detém um potencial de crescimento imenso. Mas para isto ocorrer, o Estado deve estar atento aos erros cometidos, ter coragem de admiti-los e corrigi-los, visto que somente aprendendo com o passado, pode-se visualizar o futuro.

Rafael Berriel. Pretende fazer Economia.