Reforma da Previdência Social

Postagem : 17 de agosto de 2016

No Brasil contemporâneo, estamos vivenciando uma fase delicada para quem vai se aposentar por causa da Reforma da Previdência Social proposta pelo presidente interino Michel Temer.

O Brasil acaba de fazer um projeto que atrasará a aposentadoria gradualmente e essa regra foi inspirada nos países europeus. Essa reforma será feita para que não aconteça a distorção nas contas da Previdência que ocorre porque quanto mais o brasileiro vive, maior será o período que receberá o benefício dos cofres do INSS. Há pesquisadores, como Ana Amélia, que reforça o alerta sobre as consequências do superenvelhecimento. No futuro, teremos uma força de trabalho menor e mais envelhecida já que a taxa de fecundidade está caindo cada vez mais.

Essa reforma consiste no seguinte: a mulher deve ter 60 anos de idade mais 25 anos de contribuição e o homem deve ter 65 anos mais 25 anos de contribuição. Esta mudança não está agradando aos sindicalistas, pois querem que esta mudança ocorra com as pessoas que estejam começando agora a pagar a Previdência Social.

Diante desses acontecimentos, percebemos que essa lei não vai favorecer a quem já estava pagando a Previdência Social. Para que isso se resolva, é importante ressaltar que essa lei deve ser modificada e que as escolas, os pais e a mídia divulguem essa reforma para que todos se preparem para seu futuro.

 

Autor: Pedro Henrique Gantos Barreto. (12 anos). Aluno do Centro de Escrita Regina Magalhães

 

Tema: Uma Reforma da Previdência Social pode preparar o país para uma transição demográfica?