Transformação

Postagem : 30 de novembro de 2012

O modo de vida se transformou, durante os tempos principalmente, no século XXI. Por um lado, a tradição foi perdida dando lugar ao mundo líquido e, por outro, devido à modernidade, as relações ultrapassaram as distâncias.
É fundamental salientar que, na visão do sociólogo polonês, Zygmunt Bauman, as relações antes sólidas e estáveis, passaram a ser líquidas e instáveis. A princípio, nota-se que uma das causas para esse enfraquecimento dos laços é a ambivalência, a perda da identidade com o vislumbramento da moda e da mídia em busca do corpo e do estilo ideal. Consequentemente, os relacionamentos passaram a ser digitais e não tangíveis. Isso demonstra como a transformação no modo de vida reflete as atitudes do homem, como em um espelho.

Paradoxalmente, o avanço tecnológico possibilitou uma melhoria na vida de muitas pessoas. Foi com esse olhar que lembramos as revoltas na Líbia, do povo contra o ditador Muammar Gaddaf em busca da liberdade democrática. Isso só foi possível com a interação das pessoas, nas redes sociais, por meio da internet. Um outro exemplo é a possibilidade de comunicação, entre as pessoas, mesmo estando à grande distância. Isso gera facilidades que podem ser observadas por esse reflexo da pós-modernidade.

De modo geral, a transformação faz parte da vida e, por isso, reflete os costumes de cada tempo como um espelho. Um bom começo seria a busca a felicidade, sem se preocupar com a moda, pois a ambivalência traz angústias e infelicidades. A sociedade deve estar bem atenta para as relações, que mesmo à distância podem ser interativas, porém o olho no olho nunca deve ser esquecido.

Ana Maria Monteiro Chagas. Pretende fazer Medicina.