Uma questão de peso

Postagem : 19 de setembro de 2015

A população brasileira tem sofrido grande aumento nos índices de obesidade. Tal fato se deve à má alimentação e ao sedentarismo decorrentes pela falta de tempo gerados pelo mundo capitalista. Além disso, constata-se que crianças acima do peso têm maiores chances de se tornarem adultos obesos.

O atual estilo de vida de grande parte dos brasileiros é marcado pela frase de Benjamin Franklin: “Tempo é dinheiro”. Isso é surpreendente, pois se perde a saúde na busca desenfreada pela estabilidade financeira. Temos, atualmente, pessoas que passam a maior parte do dia, no trabalho, não tendo horários disponíveis para a prática de atividades físicas e nem mesmo para o preparo de uma alimentação adequada. Geralmente, chegam ao serviço por meio de seus próprios automóveis e cedem aos encantos das deliciosas refeições gordurosas em restaurantes ou “fast-food”. A consequência disso, é o aumento do peso e o aparecimento de doenças, tais como: gastrite, gordura no fígado e problemas cardiovasculares.

Sobre essa questão é bom lembrar que uma criança com alimentação desregrada tem grande probabilidade de continuar no caminho da obesidade durante a fase adulta. O fato é que isso deve ser controlado, ainda na infância pelos pais, incentivando a ingestão de alimentos saudáveis e naturais, concomitantemente, à prática de exercícios físicos.

É necessário expor ainda que a obesidade é um grave problema de saúde pública que atinge o Brasil. Este viés indica que há a necessidade emergencial da mudança dos hábitos alimentares e físicos. É necessário desligar-se um pouco do mundo dos negócios e focar na própria saúde e no bem-estar. O cuidado dos pais com suas crianças também é importantíssimo para que a próxima geração não sofra com os efeitos do sobrepeso, que pode ser fatal para a saúde.

Thamires Manhães – Vestibulanda de Medicina Veterinária. 20 anos.

 

Tema: País na balança: uma população de peso.